x testing testing

Company Reports - Direcional Engenharia  

Statistics

Company Industry Founded Headquarters Key People Products Revenue Employees Follow us on twitter linkedin facebook

Platinum and Gold Partners

Silver and Bronze Partners

Direcional Engenharia

Direcional Engenharia cresce 80% ao ano

Tania Franco

Empresa atua fortemente em obras de habitação popular do Programa Minha Casa Minha Vida prevê faturamento de R$ 1.9 bilhões em 2013
Direcional Engenharia cresce 80% ao ano

O que os projetos Viver Melhor, Bairro Carioca e Orgulho Tropical tem em comum? Localizados respectivamente em Amazonas, Rio de Janeiro e Ceará, os três são empreendimentos do Programa Minha Casa Minha Vida executados pela Direcional Engenharia, empresa sediada em Belo Horizonte, Estado de Minas Gerais, e que atua no mercado brasileiro há 32 anos. “Essa é a vocação da Direcional e é o que eu sei fazer. Sou apaixonado por obra popular”, enfatiza o Diretor Presidente e cofundador da empresa, Ricardo Valadares Gontijo.  

A Direcional atua fortemente nos projetos habitacionais do Governo Federal, em parceria com a Caixa Econômica Federal e ao Banco do Brasil, destinados às famílias com renda de até três salários mínimos: 75% dos negócios da empresa são no Faixa 1 do Minha Casa, Minha Vida.  Os empreendimentos estão espalhados por 10 estados, nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste do Brasil. Dentre eles, destacam-se: o Viver Melhor, em Manaus, Jardim Alterosa, em Minas Gerais; Macapaba e São José, no estado do Amapá; Orgulho do Madeira, em Rondônia; Orgulho, no Ceará; Jardim Carandá e Parque Resedás, em São Paulo; Paranoá Parque, no Distrito Federal; além de Parque Carioca e Bosque Azul, ambos no Rio de Janeiro.

Um total de 7% do total dos empreendimentos do Faixa 1 são executados pela Direcional. A empresa tem atualmente 60 mil unidades em andamento. “Não temos dificuldade de executar esse tipo de obra. Estamos fazendo uma no Macapá, Estado do Amapá, de 6 mil unidades, que vai ser entregue em três etapas de duas mil unidades. A partir do momento em que a Caixa nos autoriza a fazer a obra, finalizamos cada etapa em 15 meses. É a obra mais bem tocada que a Direcional tem”, detalha Gontijo. Apesar de a logística ser um dos grandes problemas nessa região do país e, por isso, os materiais levarem 90 dias para chegar ao local, a Direcional mantém o andamento das obras de forma eficiente e com custo altamente competitivo. Segundo o executivo, outras grandes empresas de engenharia do Brasil, que atuaram na mesma região, apresentaram atrasos de seis meses a um ano na entrega das obras. “A mão de obra também não foi um problema. Levamos no máximo dez homens de Minas Gerais, montamos o restante da mão de obra por lá e, atualmente, temos mais de mil homens trabalhando”, detalha. A primeira etapa do empreendimento será entregue em setembro, a segunda tem previsão de entrega para março de 2014 e a final, que foi iniciada recentemente, daqui a 15 meses. 

Em Manaus, no Estado do Amazonas, a empresa atua no empreendimento Viver Melhor, considerado o maior projeto popular do país, com um total de 9 mil unidades. Desse total, 3501 unidades já foram entregues. A segunda etapa deve ser finalizada entre agosto e setembro deste ano. Ricardo Gontijo comemora o fato de que somente 22 reclamações, que foram atendidas em duas horas pela Direcional, chegaram à Caixa, vinda de moradores das 3501 unidades entregues na primeira etapa. Atualmente, a média de reclamações da Caixa Econômica é de mais 10% dentro do programa Faixa 1 do Minha Casa, Minha Vida. O volume de reclamações da obra executada pela Direcional foi de menos de 1%.   

A qualidade dos empreendimentos da empresa é resultado da atuação focada da Direcional. “Nosso negócio principal não é lançamento. Os nossos produtos são casas e apartamentos e, se não soubermos executá-los, vamos colher os mesmos resultados que as outras empresas colhem. Então, somos muito focados em engenharia”, explica o Diretor Presidente. O processo construtivo da Direcional é industrializado com formas de alumínio e paredes de concreto. Esse tipo de construção resulta em qualidade superior em termos de construção e elimina a necessidade de revestimento da unidade interna e externamente.

A Direcional ainda conta com equipe própria. Atualmente, 14 mil pessoas fazem parte do quadro de funcionários da empresa e todos trabalham por produtividade. “Como nosso negócio é por competição, temos que fazê-lo pelo menor preço, pelo melhor prazo e pela melhor qualidade. Por isso, acredito nas pessoas que vestem a camisa da empresa”, afirma Gontijo, complementando. “Eu vou às obras, dou palestras, tento motivar e ensinar qual é o nosso caminho. Isso ajuda a motivar o time. Eu sei que posso ter os melhores controles do mundo dentro do escritório, mas se eu não tiver pessoas operando bem nos canteiros de obras, eu não tenho nada”, enfatiza.

Capacitar esses profissionais é um dos pilares da empresa. Durante um treinamento de 60 dias, um servente de obras é capacitado para atuar como montador nas construções industrializadas. Com essa especialização, o profissional – que recebia anteriormente cerca de um salário mínimo mensal – passa a receber um salário oficial como montador (profissão criada pela empresa) mais um ganho pela sua produtividade, o que totaliza, em média, R$ 1.500 por mês. “É muito gratificante, pois possibilitamos que o profissional tenha um ganho maior e, consequentemente, uma melhor qualidade de vida”, comenta Ricardo Gontijo.

O processo de industrialização e a equipe de montadores especializados garantem que as obras da Direcional sejam eficientemente executadas por um número reduzido de pessoas. Segundo o executivo, a redução de mão de obra chega a mais de 50%.  E tudo é feito em ritmo padrão. Às 7 horas da manhã, um grupo de montadores desmonta as formas que foram concretadas no dia anterior em determinada unidade. Às 5 horas da tarde, esse mesmo grupo já colocou todas as formas e as instalações embutidas em outra unidade e fez a concretagem. Entre 9 e 10 profissionais concretam uma unidade habitacional por dia. Dessa forma, um prédio de 40 unidades fica pronto em 45 dias.  Se considerados todos os empreendimentos populares atualmente ativos da empresa, mais de 150 apartamentos são finalizados por dia. “Em 2014, queremos chegar a 200 unidades por dia e 50 mil unidades por ano”, enfatiza.
 

CRESCIMENTO CONSTANTE

Embora 75% dos negócios da Direcional seja em projetos de habitação popular, a empresa acredita que exista espaço para crescimento nas operações de incorporação nas localidades em que atualmente atua nesse segmento: Belo Horizonte, Brasília, Manaus, Rio de Janeiro, São Paulo capital e interior do estado de São Paulo. 

Desde 2008, a Direcional Engenharia mantém uma média de crescimento de 70% ao ano. No ano passado, o faturamento foi de R$ 1.4 bilhões. Mesmo em 2013, um ano considerado difícil devido à crise no mercado de construção civil no Brasil, a empresa possui grandes projetos em andamento e tem expectativa de ter bom faturamento.  “O que me apaixona é o desafio de querer fazer hoje melhor do que fiz ontem. Querer mostrar que somos capazes com liderança, com trabalho sério e com um time motivado”, finaliza. 

Artigos em destaque + Artigos em destaque >>
LATEST COMPANY REPORTS + Reportagens Corporativas >>